Hoje é dia de poesia

 

IMG_20140320_125020-1

Rosa Amarela

*Maria Salete Oliveira

A dor era tão funda que lhe era desconhecida, sequer latejava.
Para aflorar teria que ser despetalada,
espinhos à mostra rasgando carnes. 
Amarela era a dor, rosa o amor,
                        em flor se transmutou, enfim murchou.
Levantou-se e respirou, 
em alivio olhou ao redor. 
Havia outras cores.

*Maria Salete Oliveira – engenheira química, poeta, cronista, ficcionista

Uma ideia sobre “Hoje é dia de poesia

Deixe uma resposta para Verluce de Souza Ferraz Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =