NATAL 2006

 

Quadrinhas do HajaLetra!

                                                Eugênia Menezes

Foi numa tarde de sol

Tavam os dois a conversar

Vamos Fazer Oficina

Para muito escrivinhar

Lourdinha e Mestre Cadu

Se puseram a programar

É naquarta e é só às três

Toda semana suar

Tem gente qu eentendeu

A história toda errada

Gente,inclusive eu,

Que ficou atordoada

Comprei prego, parafuso

Martelo e chave de mão

Eu pensei que Oficina

Endireitava carrão

Essa Oficina, porém

É pra mexer com palavra

Novidade para oTraço

É gana pra muita lavra

Logo chegaram  os bacanas

Papel e lápis na mão

As idéias na cabeça

Um livro no coração

A fama da Oficina

Largou-se deleste a oeste

Espalhou-se pelo mundo

E  os estados do Nordeste

Direto da  Paraíba

Júnior vem se revelando

Dando dicas de  Psi

Ta sempre nos ajudando

Lourdinha tá castigando

Essa turma corajosa

Tome trabalho no scabras

De uma forma poderosa

Faz tudo com competência

E grande dedicação

Mas é leitura demais

Ficamos na piração

Narrador de todo tipo

Uns por dentro outros por fora

Dá vontade de chorar

Ou então de ir embora

 Mas a turma é tão legal

Ângela, Mônica e Cadu

Quea gente fica eestuda

O olhar de Capitu

Diva, Teresa, Adelaide

São almas pra se louvar

Glauce chegou depois

E já botou pra quebrar

Teresinha escreve bem

Vamos pois comemorar

Quem vir Vânia por aí

Peça pra ela voltar

Um casarão assombrado

Foi tema a desenvolver

Rizério e Zélia, coitadas

Tiveram um medo danado

Um  fantasma de palavra

Não faz medo a ninguém

Se ele escrever em mim

Escrevo nele também

Foi Dulcinea que disse

Essa frase atrevida

O fantasma lambeu ela

E  foram juntos pra vila

Onaldo só quer ouvir

Não quer escrever mai snão

Se o personagem souber

Vai fazer um barulhão

Atrasadacomo sempre

Ana Claudina chegou

Boa tarde,tudo bem?

Foi o carro que quebrou

Mecânicos, oficineiros,

Todos aqui reunidos

Vamos voltar para o ano

Cada vez mais destemidos!

 QueridosOficineiros,

É tempo de despedida.Despedida curta,  é bemverdade, mas que puxa saudade. A nossa vivência literária ultrapassou a ficção, fortalecendo sentimentos de bem-querer em alguns que já existiam,  gerando outros  novinhos, novinhos.

FelizNatal! Que em 2007 muitos sonhos sejam realizados.

                                                                                                           Lourdes Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 14 =