Que quer uma Mulher? O feminino nas palavras

Ementa/Programa :

A oficina irá priorizar, no primeiro semestre de 2019,  a abordagem do feminino, mais especificamente, a relação filha-mãe, seguindo, inicialmente,  as pegadas  da Literatura de Elena Ferrante em O Amor Incômodo, e o eco das palavras de Freud, Afinal, o que quer uma Mulher? A complexa relação da personagem narradora com a sua mãe traz para reflexão a afirmação de Lacan de que o amor materno, pela sua impossibilidade de acontecer,  pode ser devastador para uma filha. Sob o ponto de vista essencialmente literário, a narrativa pode ser vista como uma Obra Aberta,  no sentido atribuído por Umberto Eco, pela ambiguidade e possibilidades que ela enseja. Trata-se de um romance de pouco mais de cento e setenta páginas, mas muito rico tanto pela sua forma, como pelo seu conteúdo instigante.

Além da leitura da obra catalizadora O Amor Incômodo, de Elena Ferrante, muitas outras atividades com as palavras serão desenvolvidas  visando:

  • Contato mais intenso com a linguagem poética através da leitura de poemas na abertura dos trabalhos;
  •  Produção de textos criativos, fugindo do convencional, da mesmice, pelo  exercício de escritas, a partir de linhas de história, jogos de     palavras, associações livres, releituras de narrativas clássicas, mudanças de   ponto de vista, alterações de cenário, tempos de narrativas, diálogos;
  • Produção de ensaios e resenhas a partir dos trabalhos realizados;
  • Fortalecimento do senso crítico a partir da leitura particular, da teoria literária e das técnicas utilizadas para análise literária;
  •  Participação como crítico ou autor da construção coletiva do romance iniciado  em 2015;
  • Postagens no blog da Oficina.

Como vai funcionar:

  • Leituras do romance, poemas e contos no computador, tablet, celular ou impressos.
  • Exercícios de escrita na Oficina ou leitura de textos produzidos pelos participantes.
  • Leitura de A História da Literatura Ocidental, de Otto Maria Carpeaux.
  • Leitura de Teoria Literária e exercício de técnicas quando o contexto assim o exigir.

Participantes:

  • Interessados em desbloquear a escrita, viajar pelas emoções através da Literatura, do mistério e deslizamento das palavras;
  • Escritores, potenciais escritores e críticos literários movidos pelo desejo de escrever e realizar leituras que ultrapassam os significados das palavras e deslizam para seus outros sentidos e não ditos.

Bibliografia:

CARPEAUX, Otto Maria – História da Literatura Ocidental, Editora Leya, São Paulo                 

D’Onofrio, Salvatore – Forma e Sentido do Texto Literário – Atica, São Paulo, 2007
Eco, Umberto – A Obra Aberta – Editora Perspectiva, São Paulo, 2008.

                        – Entre a Mentira e a Ficção – Editora Record, São Paulo, 2006

                        – Passeios pelos Bosques

Goldberg, Natalie – Escrevendo com a Alma – Martins Fontes, São Paulo, 2008

Kohan, Silvia Adela – Os Segredos da Criatividade –  Gutenberg, São Paulo, 2009
Lodge, David. – A Arte d a Ficção – L&PM, Porto Alegre, 2009
Llosa, Mario Vargas – Cartas a um Jovem Escritor
Moisés, Massaud– A criação Literária –Cultrix, São Paulo
Prose, Francine – Para ler como um escritor,
Wood, James. Como Funciona a Ficção – COSACNAIFY,São Paulo, 2011

Sugestões de bibliografia para Contos:


Casares, Adolfo Bioy, Gomes, Jorge Luis -e Silvina – Antologia da Literatura Fantástica, COSACNAIFY, São Paulo.
Costa, Flávio Moreira – Os Melhores Contos de Loucura – Ediouro, 2007
                                    – Os 100 Melhores Contos de Humor da Literatura Universal,

                                       Ediouro, 2001
                                    –  Os 100 Melhores Contos de Erotismo da Literatura   

                                        Universal, Ediouro

                                     –  Os Melhores Contos da América Latina, Agir, 2008
Gomide, Bruno Barreto (Org.) – Nova Antologia do Conto Russo (1792-1998),

                                                    Ed.34, São Paulo.
Mansfield, Katherine – K. Mansfield, COSACNAIFY, São Paulo
Poe, Edgar Allan – Contos de Imaginação e Mistério, Tordesilhas, 2012
Renner, Rolf G e Backes, Marcelo – Escombros e CaprichosO Melhor do Conto Alemão no Século 20
Wilde, Oscar – As Obras Primas – Ediouro, 2000
Woolf, Virgínia – V. Woolf, COSACNAIFY, Sâo Paulo

Coordenação:

Lourdes Rodrigues publicou dois livros de contos: Bandeiras Dilaceradas e Situação-Limite pela Bagaço.  Participou de algumas Antologias de Contos da UBE, de Benito Araújo e da Oficina de Raimundo Carrero, da qual fez parte por mais de 10 anos. Organizou e prefaciou o livro Escrituras, publicação que contemplou os textos literários dos participantes da Oficina relativos ao período 2006/2009.  Organizou, prefaciou e participou com contos e ensaio de Escrituras II, Escrituras III e Escrituras IV, este último publicado por meio digital pela Amazon.com. que abrangeram os trabalhos literários dos oficineiros de 2010 a 2017. Coautora de A Criação Literária à Luz do livro Incidentes em um Ano Bissexto de Luiz-Olintho Telles da Silva. Outra importante área de seu interesse sempre foi a Psicanálise, tornando-se membro do Traço Freudiano Veredas Lacanianas Escola de Psicanálise em 2003, onde participou de vários grupos de estudos e hoje participa do grupo de Arte e Psicanálise. Desde 2006 coordena no Traço a Oficina de Criação Literária Clarice Lispector, primeiro dividindo o leme com outro colega viageiro, depois num trabalho coletivo com os seus integrantes. Decorrente desse vínculo com o Traço foi coautora do livro rodopiano e publicou vários ensaios na Revista Veredas, participando do conselho editorial da Revista.

2 ideias sobre “Que quer uma Mulher? O feminino nas palavras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − três =