Alma gato

                                                         Alma gato

GATO                         Salete Oliveira

Um gato e seu mistério,
Como a alma humana, 
Indecifrável,
Nem a quem ela habita se revela por inteiro. 
Apreende as sensações do mundo em um código próprio,
Os sentimentos, tantas vezes, se revelam contraditórios,
O desenrolar-se dos acontecimentos extrapolam o tempo em que os queremos aprisionar.

Ah!
Almas são gatos,
Acontecimentos são vida…

A alma mesma se pergunta em qual das sete vidas compreenderá.

Gatos gostam de desenrolar novelos que se emaranham ao invés de ordenadamente serem tricotados,
A alma busca a ordem do novelo, embora se encante com o movimento solto de linhas,
com apertos dos nós, misturas de fios,
com vida que rola, se enrola, desenrola,
se estende e pulsa como arco,
como cordas em melodiosa harmonia,
em acústicos,
Ou em miados.

19maio14

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =